Viver à grande

O grande cobertor não-cobrindo-nada das aparências. (F. Pessoa)

07 dezembro, 2005

básico instinto

marginalidade alucinada e recalcada e fugitiva e amor distorcido, ambição desmedida se espelhando nos olhos destes dois náufragos existenciais. 02h:17m. Chacininha beija Valdemir sem a menor dúvida e ele diz pra ela com olhos rútilos de convicção esotérica, lixo esotérico: "Acabou tua solidão, mulata loura. Não tinha emprego, ou amor que resolvesse, cobrisse a ausência de sentido da tua vida. As recepções do nada que a antena do teu coração recebia". E ela disse: "Acabou tua solidão, cangaceiro de plutão, meu nome é Gorette, sou modelo manequim dos campos de desova e concursos de terceira".

Fausto Fawcett